Terça-feira, 27 Setembro 2016

por

 

895b02302a72f35cb5ed502d86f57b78

                                                                                                                                                   Esplanada-jardim no Museu Nacional do Azulejo

Queridas Senhoras,

no fim-de-semana dei uma volta grande por Lisboa. Fui do Rossio ao Museu Nacional do Azulejo a pé (a Paula põe-se agora a pensar como é que fiz isto). Cruzei-me com magotes de turistas, muitas obras e caos generalizado. Não alinho na diabolização do aumento do número de visitantes em Lisboa mas neste Dia Mundial do Turismo decidi elaborar uma lista de locais onde não me sinto “esmagada,” como aconteceu nesse passeio.

Centro Cultural de Belém
Com exposições, actividades para crianças, esplanadas, jardim e vista para o rio, continua a ser um dos meus sítios preferidos para passear ao fim-de-semana.

Cinema São Jorge
Dos maiores prazeres da vida urbana: frequentar os festivais de cinema do São Jorge.

Gulbenkian
Embora seja muito procurado por turistas, é bem capaz de ser o local mais civilizado da cidade. Museus, jardins, esplanadas, programação para toda a família, muitas actividades gratuitas.

LxFactory
Dentro do género hipster-cool, com as suas tascas modernas, open days, mercados rurais e feirinhas vintage, e fora do eixo central, escapa ao radar turístico mais óbvio.

Monsanto
Além dos parques infantis do Alvito e da Serafina, há muito por desbravar neste parque florestal cheio de caminhos, trilhos e atalhos.

Museu da Cidade
A esplanada nos jardins foi uma das minhas últimas descobertas. É um sossego e fica mesmo ao pé do jardim do Campo Grande, agora renovado e com grandes áreas verdes, não muito frequentadas por turistas.

Museu Nacional do Azulejo
Visitei pela primeira vez no sábado e fiquei encantada com a esplanada no jardim interior. Muito civilizado também, muitos turistas franceses.

Parque das Nações
Durante anos embirrei com a “Expo” mas agora reconheço que é um dos melhores locais para grandes caminhadas junto ao rio.

Pérola do Chaimite
Queria incluir algum sítio de compras na lista. Mas não há paciência para compras, seja em centros comerciais seja nas milhentas feiras e mercados. Depois lembrei-me desta adorável lojinha de chás e cafés na Duque de Ávila. Cheira muito bem.

Piscinas municipais
Fora dos horários confusos de aulas e da criançada, é um luxo acessível por muito pouco.

Quiosque Jardim Amoreiras
Provavelmente, a esplanada mais serena da cidade.

Quiosque Praça José Fontana
Ao cimo da Duque de Loulé, o descanso de uma esplanada num pequeno jardim onde por vezes se ouve jazz.

Slash Hair Studio
Fica na Estefânia, uma das novas zonas discretamente cool, e é muito mais do que um cabeleireiro como poderão comprovar se acompanharem a página do facebook.

Teatro Nacional D. Maria
Dias gratuitos, actividades para crianças, uma programação enérgica e surpreendente.

Veneziana
A gelataria dos Restauradores. Nunca há filas para pedir um copo de morango e limão.

 

Beijinhos a todas!

Céu

Tags:

· · · ◊ ◊ ◊ · · ·

Deixe o seu comentário

Questionário ‘Ter 40′