Quinta-feira, 3 Novembro 2016

por

MSC

Queridas Senhoras,

hoje Mário de Sá-Carneiro atravessou-se no meu caminho várias vezes e eu não podia ignorar os sinais. Vocês sabem, as ligações.

Há praticamente um ano, a Tinta da China publicou o livro Em Ouro e Alma: Correspondência com Fernando Pessoa, uma edição-crítica organizada por Ricardo Vasconcelos e Jerónimo Pizarro. Agora, a editora anuncia o lançamento de um site dedicado a Mário de Sá-Carneiro, cuja génese esteve em todo o material que passou pelas mãos dos organizadores do livro mas que acabou por ficar de fora das suas páginas.

Este site incide sobretudo na correspondência do escritor e tem a particularidade de ser bilingue (português e inglês), para chegar a mais públicos. Eu perco-me com correspondência entre escritores, é o meu pecado.

No entanto, há já um ano que está online outro recurso muito rico para aprofundarmos o nosso conhecimento sobre a obra (vasta, para quem viveu apenas 26 anos) deste atormentado e doce homem a quem faltou sempre um pouco mais. A Biblioteca Nacional faculta-nos a consulta do espólio do escritor, numa colecção de obras digitalizadas que já incluía Eça, Sophia, Pessoa e Saramago, entre outros. Convido-vos a mergulhar naquele paraíso de manuscritos.

Eu não sou eu nem sou o outro,
Sou qualquer coisa de intermédio:
Pilar da ponte de tédio
Que vai de mim para o Outro.

Estas palavras, que me perseguiram em determinadas fases da minha vida, foram cantadas por Adriana Calcanhoto no ábum Público, de 2000, e assim dadas a conhecer aos muitos milhares de brasileiros que compraram o disco e, também, a muitos portugueses. Hoje a Univerdade de Coimbra noticia que receberá a cantautora entre fevereiro e julho de 2017 numa residência artística que prevê aulas abertas, ateliers, conferências e exposições.

Por altura do álbum Público, li uma entrevista de Adriana Calcanhoto em que esta descrevia o seu processo criativo. Aprendi muito naquelas linhas sobre a arte da depuração. Por causa disso, comprei o cd. E desde então que tenho um fraquinho por ela (como se diz nos EUA, uma girl crush).

Será que consigo infiltrar-me na UC? Fiquem atentas aos próximos episódios!

Beijinhos,

Marta

Tags: , ,

· · · ◊ ◊ ◊ · · ·

Deixe o seu comentário

Questionário ‘Ter 40′